ÁREAS DE ATUAÇãO > Guarda Compartilhada - SP

Advogado para Assessoria na Guarda Compartilhada

A defesa do Escritório Akiyama Advogados tem sido sempre na direção dessa modalidade de guarda, pois nitidamente essa é, no nosso ponto de vista, a melhor maneira de evitar ou pelo menos minimizar, a Alienação Parental, além de oferecer à criança e aos seus genitores (pais) a possibilidade de convivência saudável e digna.
A Lei 11.698/08, a qual não deixou bem determinada a Guarda Compartilhada, pouco nos ofererecia para defesa e orientação jurídicas de nossos clientes para essa modalidade de guarda junto aos nossos tribunais.
Atualmente com a promulgação da Lei 13.058/14 advinda da PLC 117/2013, veio a obrigação da Guarda Compartilhada aos casais (cônjuges) que não entrem em acordo com relação à guarda dos filhos, bem como também abre precedentes para as revisões das guardas já determinadas.

Saiba mais sobre Guarda Compartilhada...

Veja matéria publicada no Bog do Fausto Macedo (Estadão)... "Dúvidas Sobre a Guarda Compartilhada".

A Alienação Parental e a Guarda Compartilhada... Veja entrevista e discussão com o Dr. Paulo Akiyama e Silvia Canquerine, no programa Mulheres Poderosas do canal allTV, realizada em 03/11/2015...

Video gentilmente cedido pelo canal AllTV (Emissora de Televisão na Internet).

Revisional de Alimentos

Dentro dessa nova Lei (13.058/14) existem maneiras e meios de se buscar a revisão dos alimentos, de tal sorte que estes sejam compartilhados da mesma forma que as regras da Guarda Compartilhada.
"Todo aquele que paga alimentos e vindo à ser sabedor que os valores exigidos são abusivos ou mesmo absurdos em relação às despesas do menor alimentado, deve procurar buscar equilíbrio nos valores à serem pagos".

Nossa Assessoria

Sendo a área Direito de Família, uma de nossas nossas especialidades, poderemos assessorar todo aquele que deseja revisar ou ser orientado nas revisões do sistema de guarda que possuem, na busca da harmonização do bem maior que é a convivência de seus filhos em ambiente familiar minimizando os efeitos da não convivência conjugal de seus genitores.